Carta de apresentação


O SECRETO MILAGRE DA POESIA

Sentimo-nos bem com seu contacto.
Disertamos sobre as suas maravilhas.
Auscultamos pequenas portas do seu mistério
e chegamos a perder-nos com prazer
no remoínho do seu interior.
Apercebemo-nos das suas fragilidades e manipulações.
Da sua extrema leveza.
Do silêncio de sangue e da sua banalização.

Excerto

in Rosa do Mundo

16 de outubro de 2016

Raquel Rodrigues, O fogo é uno



















O fogo é uno
A veracidade das palavras transcritas por entre os sexos
Tornam-se fugazes
Na plenitude do aroma
Que vagueia no ar do tesão

Há cortes de sentires no toque duradouro dos corpos
Sente-se o alvor do clímax 
Que tende a chegar 

E entre gruindos e uivos
O silêncio se esvazia
E os membros engrossam e tornam-se hirtos 
Num desaguar de esperma 
Que esvazia  a razão 



Raquel Rodrigues
Portugal, Viana do Castelo 1959
photo by Google
Enviar um comentário